Dentre os presos está um Policial Militar que, segundo as investigações, seria o articulador do crime

Legenda: Prefeito de Granjeiro, João Gregório Neto, então prefeito da cidade, foi morto na véspera do Natal de 2019
Foto: Reprodução TV Verdes Mares

Dentre os presos estão Ticiano da Fonseca Félix, que também foi afastado do cargo de Prefeito Municipal, e seu pai, Vicente Félix de Sousa, além de um Policial Militar que, segundo as investigações, seria o articulador do crime.

A  “Operação Granjeiro” trabalha com objetivo de investigar o crime de homicídio no qual foi vítima João Gregório Neto, então prefeito da cidade, que leva o mesmo nome da ação policial. A ofensiva conta com mais de 60 Policiais Civis.

Os mandados foram expedidos pelo Juízo da Comarca Vinculada de Granjeiro, após representação da Autoridade Policial e incontinente apoio do Ministério Público, que também forneceu elementos que demonstraram o uso da máquina pública para constrangimento e coação de testemunhas.

Participam da operação a Delegacia Regional de Crato(DRPC/Crato) e a Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais(CORE).

Execução

Conforme a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), a polícia reuniu provas que indicam que o crime teve relação com a desavença política entre a vítima e outros políticos. Em janeiro deste ano, o atual prefeito de Granjeiro, Ticiano Tomé, e o pai dele, Vicente Félix de Souza, se tornaram suspeitos de envolvimento no crime. Contra Félix, a Justiça determinou que ele utilizasse tornozeleira eletrônica.

Fonte Diário do Nordeste

Nossa página no Facebook
https://www.facebook.com/quixeramobimnews.com.br/

Nossa página no Instagram
https://instagram.com/quixeramobim_news?igshid=1ar0nbn5ej0k7

Nossa página no Youtube
https://www.youtube.com/channel/UCWukWdg6Ycj5yHCXSy1GnJg?view_as=subscriber