A guarnição de serviço da 4ª Companhia do 4º Batalhão de Bombeiros Militares (4ª Cia/4º BBM), sediado na cidade de Quixeramobim, foi acionada para combater um incêndio no mato, em Quixadá, no Sertão Central na Área Integrada de Segurança (AIS-20). O serviço foi realizado nessa quarta-feira (10), por volta das 19h20min, no distrito do Alto da Balança, nas proximidades do Posto da Policia Rodoviária Estadual (PRE), próximo a CE 265 e BR 122.

O deslocamento se deu por meio da viatura Auto Bomba Tanque (ABT-33), chegando ao local, a guarnição realizou o estabelecimento da viatura, onde foi armada uma linha direta de combate, utilizando mangueira e esguicho de uma e meia polegadas e foram utilizados dois mil litros de água. A atuação foi feita próximo a CE 265, para livrar a fumaça da rodovia federal, prevenindo acidente de trânsito.

Por causa do vento e da vegetação seca, o fogo alastrou-se no sentido leste-oeste em direção a uma serra e a um espelho d’água, consumindo cerca de 1 km quadrado de vegetação. O fogo foi debelado pela guarnição ao conduzir as chamas para um aceiro, utilizando abafadores. A ocorrência se encerrou por volta das 22h45min, com quase três horas de combate.

A guarnição que atendeu a ocorrência foi a do primeiro sargento Dourado, comandante da guarnição, cabo Péricles, chefe de linha, cabo Agerson, auxiliar de linha e o soldado Uilton, motorista e operador do corpo de bomba. O Batalhão de Trânsito Urbano e Rodoviário Estadual (BPRE) da Policia Militar (PMCE) e o Comandante do 4º Batalhão de Bombeiros Militares, o tenente coronel Nijar, deram apoio à guarnição.

Prevenção

“Incêndio florestal é todo fogo sem controle que incide sobre qualquer forma de vegetação, podendo ser tanto provocado pelo homem ou por causa natural”, ressalta o 1º tenente Loreto, especialista em combate e prevenção de incêndio florestal do CBMCE.

As queimadas são uma grande questão ambiental, e a prevenção é essencial para que o meio ambiente seja preservado.Sobre o tema sugerimos algumas atitudes para evitar que essas queimadas ocorram ou mesmo se propaguem:

Nunca jogar resto de cigarro ainda acesso, por menor que seja, em locais onde haja vegetação, menos ainda se esta vegetação estiver seca;

Para as pessoas que viajam bastante, evitar jogar lixo pela janela do carro é essencial para que as queimadas sejam evitadas, pois esse lixo jogado poderá servir de alimento para o fogo;

Em caso de acampamentos, a fogueira precisa ser feita em locais onde não haja vegetação, principalmente seca ou a faça bem perto de um rio, observando o sentido do vento para que as centelhas desse fogo ou fumaça possam iniciar um incêndio florestal;

Nunca se deve soltar balão, em hipótese alguma, pois estes também são um dos maiores causadores de queimadas e, por isso, não soltá-los é uma maneira de evitá-las;

Nunca usar fogo para queima de lixo ou para a limpeza de plantação;

Próximo às estradas e torres de transmissão o ideal é providenciar uma aceiro (limpeza de um terreno em volta de propriedades, matas e coivaras, para impedir propagação de incêndios) nas proximidades, de modo a evitar, em caso de incêndio, que este se alastre.

No Estado do Ceará, a grande maioria dos incêndios em vegetação é por ação humana, onde destes, 69,1% dos incêndios florestais são causados por incendiários, ou seja, intenção de queimar, conforme BATISTA, A.C. e NUNES, J.R.S. (Eds.). Incêndios florestais no Brasil: estado da arte. Curitiba, 2009. Lembrando que incêndio florestal é um crime ambiental tipificado no Código Florestal.

Nos acompanhe pelo o Instagram

https://instagram.com/quixeramobim_news?utm_source=ig_profile_share&igshid=pjuhc4khqvfh

Curta nossa página no Facebook

https://www.facebook.com/quixeramobimnews.com.br/