O Governo do Estado do Ceará empregou profissionais do Corpo de Bombeiros Militares do Estado Ceará (CBMCE), da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS) e da Companhia de Gestão de Recursos Hídricos (Cogerh) para auxiliar no resgate e assistência a vítimas de enchentes que ocorreram em Hidrolândia. Devido às fortes chuvas, nove açudes transbordaram na região, desde a última terça-feira (24). As ações são acompanhadas pela Coordenadoria Estadual de Defesa Civil do Estado (CEDEC) do Corpo de Bombeiros.

Três guarnições de Busca e Salvamento foram deslocadas para o município, com o intuito de ajudar no resgate às vítimas. Uma guarnição de Canindé (6ª Cia/3º BBM), duas guarnições de Sobral (1ª Cia/3º BBM), além de uma equipe da Defesa Civil do Estado, ajudaram no salvamento das famílias. “O Governo do Estado, por meio da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil, está atuando em conjunto com a Prefeitura Municipal de Hidrolândia para sanar essa fatalidade que ocorreu na cidade. O trabalho tem sido realizado de forma contínua, para devolver a normalidade e a tranquilidade para os moradores da região”, afirmou o tenente-coronel Sousa Junior, comandante do 3º Batalhão de Bombeiros Militares, com sede em Canindé.

Devido ao grande volume de água transbordada, famílias ficaram ilhadas em suas residências. Uma equipe da Ciopaer foi destacada de Fortaleza para a localidade para ajudar no resgate. A equipe realizou diversos levantamentos sobre a região, identificando as áreas mais afetadas pela forte chuva. Com o apoio do helicóptero (Fênix 03), as equipes de salvamento ganharam tempo e otimizaram o resgate. Um morador que estava ilhado em sua residência, na zona rural de Hidrolândia, conseguiu ser resgatado, e logo encaminhado para a unidade de saúde mais próxima. A equipe permanece atuando nas áreas afetadas, durante todo o processo de resgate e auxílio às vítimas.

Aproximadamente 100 pessoas foram resgatadas de locais que apresentavam risco à saúde e ao bem estar, sendo realocadas para locais secos e seguro. O Governo do Estado, por meio da Defesa Civil, atuou de forma simultânea no resgate às vítimas, providenciando abrigo, alimentação e assistência médica. Também foram realizados levantamentos para ser decretado situação de emergência no município. “O conceito de defesa civil é o conjunto de ações preventivas, de socorro, assistenciais e recuperativas destinadas a evitar ou minimizar os desastres, preservar a moral da população e restabelecer a normalidade social”, destacou tenente-coronel Holdayne, atual Coordenador da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (CEDEC).

As localidades comprometidas na sede do município foram os bairros do Centro, Progresso, Nova Hidrolândia, Vila Freitas e Alto da Esperança. Já na zona rual do município, foram comprometidas as localidades de Conceição, Morro, Olho d’água, Ipueiras, Tartarugas e Salgado. As famílias desabrigadas foram realocadas para o Centro Educacional Olcino Pereira de Sousa, onde receberam mantimentos, roupas e colchões. O subtenente Gibson e subtenente Monteiro da CEDEC/CBMCE se deslocaram para a cidade, levando cerca de 130 redes para serem doadas às famílias atingidas pelas fortes chuvas na cidade.

Conforme informação de populares e funcionários da prefeitura, os açudes que transbordaram foram os de Santo Amaro, Santa Maria, Jardel e Gerardo Bastos, Olho D’água (três açudes) Antônio, Evidio e Bibiano, Manoel Antônio e Morro. A Prefeitura Municipal providenciou médicos, enfermeiros e agentes de saúde. Assistentes sociais realizaram a distribuição de alimentos, água potável e higiene pessoal.

Nos acompanhe pelo o Instagram

https://instagram.com/quixeramobim_news?utm_source=ig_profile_share&igshid=pjuhc4khqvfh

Curta nossa página no Facebook

https://www.facebook.com/quixeramobimnews.com.br/