A carga de gêneros alimentícios foi recuperada pela DRVFC em Canindé. Fotos > SSPDS

Uma carga de produtos alimentícios avaliada em R$ 70 mil foi recuperada em Canindé (a 100Km de Fortaleza) pela equipe da Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos e Cargas (DRFVC) da Polícia Civil.

Conforme informações da Secretaria de Segurança Pública e Defesa da Cidadania (SSPS) a mercadoria estava escondida na residência de um funcionário da transportadora, Ismael Aristóteles Rodrigues, 29 anos.

Ainda de acordo com a SSPDS o ajudante da empresa tentou negar o crime, mas confessou ter recebido o carregamento e guardado na sua casa sob a promessa de que receberia R$ 10 mil quando todos os produtos fossem vendidos. Ele ainda ficaria responsável pelo registro de um Boletim de Ocorrência (BO) falso, atribuindo o desvio da mercadoria a um roubo fantasioso, entre os municípios de Morada Nova e Quixadá, de onde o caminhão com a carga havia desaparecido.

Dando continuidade às investigações a equipe da DRFVC seguiu para Quixadá onde localizou outros dois comparsas do desvio da mercadoria, Raphael Luiz Pineo Firmino, 25 anos e Walyson Souza Nobre, 23. Eles foram detidos na delegacia regional da Polícia Civil, onde tentavam registrar o BO simulando o roubo da carga. Em seguida, a dupla, que também trabalhava na mesma empresa, foi conduzida para a delegacia especializada, em Fortaleza.

As investigações foram concluídas na capital, com as prisões de Dirlen Carlos Lima Santos, 29 anos, que  confessou participação no crime, e do quinto comparsa, Johnata Francisco Lima dos Santos, 22, o qual  já havia sido identificado e sentindo-se pressionado com os avanços dos trabalhos policiais, apresentou-se na sede da DRFVC. Todos foram indiciados por furto de carga e associação criminosa, completou a SSPDS.

Os cinco suspeitos foram indiciados por furto de carga e associação criminosa.

viral and buzz WordPress theme