Uma ação conjunta das equipes da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) e da Polícia Militar do Ceará (PMCE), com a utilização do Sistema Policial Indicativo de Abordagem (Spia) e do videomonitoramento da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), resultou nas prisões de dois homens suspeitos de envolvimento em homicídio de adolescente em Aquiraz, na Área Integrada de Segurança 13 (AIS 13). As prisões aconteceram, nesta segunda-feira (23), em continuidade às diligências iniciadas pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), que iniciaram após a morte de Kailane Ferreira Albino (15), encontrada em um terreno na localidade de Tapera II, nesse domingo (22). O veículo utilizado pelos suspeitos foi detectado pelo Spia e monitorado pelo videomonitoramento da Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops) da SSPDS.

Os presos foram identificados por Alison de Oliveira Alves (23) e Francisco Anderson da Silva Evangelista (25), ambos sem antecedentes criminais. Os suspeitos foram abordados às 9h55min, dentro de um Fiat Pálio, no município de Eusébio, por equipes do Comando de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (CPRaio). Os homens foram levados para a sede do DHPP, em Fortaleza, onde prestaram depoimento.

As investigações do DHPP, com apoio da Delegacia Metropolitana de Aquiraz, se concentraram em levantar informações sobre as circunstâncias da morte da adolescente, com o objetivo de identificar os suspeitos. De acordo com as informações apuradas pelas equipes, a vítima estava em uma festa com outras pessoas, no município do Pindoretama, e foi levada depois para um sítio em Aquiraz, onde também acontecia uma festa. Os fatos seguem em apuração. Até o momento, as equipes conseguiram confirmar que a vítima e uma amiga dela foram levadas para uma casa, em Aquiraz, e foram agredidas fisicamente. A amiga de Kailane, de 20 anos, foi lesionada na mão com um tiro. Ela foi socorrida e levada para uma unidade de saúde para receber atendimento médico. Já Kailane foi levada para um terreno baldio e alvejada com disparos de arma de fogo.

A Polícia Civil segue investigando todos os fatos e não divulga outros detalhes para não comprometer o andamento dos trabalhos policiais. As diligências continuam no sentido de identificar outras pessoas envolvidas no crime. Alison e Anderson foram autuados em flagrante por organização criminosa e por participação em homicídio qualificado por motivo fútil, por meio cruel e por impossibilidade de defesa da vítima.

Nos acompanhe pelo o Instagram

https://instagram.com/quixeramobim_news?utm_source=ig_profile_share&igshid=pjuhc4khqvfh

Curta nossa página no Facebook

https://www.facebook.com/quixeramobimnews.com.br/