Neste fim de semana o ufólogo Robison Alencar visitou o segundo local na zona rural de Itapiúna com registro de um fenômeno considerado misterioso, atribuído por ele à aparição de Objetos Voadores Não Identificados (OVNIs).

O círculo encontrado na vegetação de pacavira no Assentamento Curupaiti é idêntico aos outros dois na Fazenda Bico D’Arara. A vegetação afetada pelo suposto fenômeno fica localizada a pouco mais de 200 metros da casa de Aline Oliveira.

De acordo com o especialista, as características do local encontrado por moradores do Assentamento Curupaiti, no distrito de Itans, são as mesmas encontradas duas semanas antes, a pouco mais de 10 km dali, na Fazenda Bico D’Arara.

Alencar conversou com a estudante Aline Oliveira, familiares dela e vizinhos. Para ele o fato não é apenas uma coincidência ou uma fraude produzida pelos assentados para chamar a atenção. Está relacionado aos OVNIs.

A moradora confirmou os relatos que havia informado ao Diário do Nordeste. “Não precisamos mentir e nem inventar histórias. Eu sei exatamente o que vi e nem sabia desse mistério no mato. Se uma coisa tem a haver com a outra quem entende é que pode confirmar“, explicou.

Outro ufólogo, o coronel da Polícia Militar e piloto de aeronaves Welliston Paiva, ainda aguarda as análises do material recolhido, da água, do solo e de vegetais, na Fazenda Bico D’Arara.

Todavia, pelas análises preliminares de Paiva, as características são as mesmas de um fenômeno meteorológico denominado microburst, uma coluna de ar descendente e divergente com ventos em linha reta na superfície diferente de furacões quais têm geralmente os danos convergentes. As descendentes comuns geralmente, têm de 50 metros a dois quilômetros de extensão.

Fotos: Alex Pimentel

Com informações Diário Sertão central

Nos acompanhe pelo o Instagram

https://instagram.com/quixeramobim_news?utm_source=ig_profile_share&igshid=pjuhc4khqvfh

Curta nossa página no Facebook

https://www.facebook.com/quixeramobimnews.com.br/