Uma investigação de equipes da Delegacia Regional de Baturité, com apoio do Departamento de Inteligência Policial (DIP), da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), resultou na prisão em flagrante de um homem suspeito de extorquir e ameaçar divulgar fotos íntimas de uma mulher, em Baturité, na Área Integrada de Segurança 15 (AIS 15). A prisão do homem foi efetuada, nesta terça-feira (14), nas proximidades do Terminal de Ônibus da Parangaba, após o suspeito receber dois perfumes, um relógio e a quantia de R$ 100,00 comprados pela vítima.

As investigações apontam que José Eudênio de Sousa Rodrigues (37), sem antecedentes, vinha exigindo dinheiro e presentes da vítima sob ameaça de divulgar fotos íntimas dela, que reside em Baturité. Conforme apurações dos policiais civis, os dois iniciaram um relacionamento em 2016 e, nessa oportunidade, ele teria tirado fotos íntimas da vítima, sem a permissão dela. O suspeito armazenou o conteúdo e passou a exigir dinheiro para poder se desfazer das imagens, ameaçando divulgar o conteúdo entre familiares da vítima.

Os levantamentos policiais para identificar e qualificar o suspeito tiveram apoio de policiais civis lotados no Departamento de Inteligência Policial (DIP). De acordo com a Polícia Civil, Eudênio extorquia a vítima exigindo que ela depositasse dinheiro em uma conta bancária e que enviasse presentes a ele, incluindo um aparelho celular que a vítima teve de desembolsar quase mil reais. De acordo com a mulher, as extorsões se prolongaram por cerca de três anos, até que ela decidiu procurar uma delegacia para reportar as ameaças que sofria. Em menos de uma semana após ter comunicado o caso, o homem foi identificado e preso.

Eudênio foi autuado em flagrante pelo crime de extorsão em sede de violência doméstica, ou seja, por envolver violência psicológica, mediante ameaça, constrangimento, chantagem, violação de intimidade ou qualquer outro meio que cause prejuízo à saúde psicológica e à autodeterminação da mulher. Um inquérito policial foi instaurado para apurar o caso. O suspeito pode ser indiciado pelo registro não autorizado da intimidade sexual, que tem pena de detenção, de seis meses a um ano, e multa.

O titular da Delegacia Regional de Baturité, delegado Joel Morais, acredita que o infrator possa ter praticado crimes em situações análogas e ressalta que, caso outras vítimas reconheçam Eudênio, que procurem a unidade policial para relatar os fatos. O contato pode ser feito pelos números (85) 3347-4241 da Regional de Baturité ou (85) 3101-2053, do Departamento de Inteligência da Polícia Civil. A unidade policial de Baturité fica na Rua Major Pedro Catão, S/N, Mondego, Baturité-CE.

Nos acompanhe pelo o Instagram

https://instagram.com/quixeramobim_news?utm_source=ig_profile_share&igshid=pjuhc4khqvfh

Curta nossa página no Facebook

https://www.facebook.com/quixeramobimnews.com.br/