Um presidiário da Cadeia Pública de Quixadá foi transferido às pressas nesta segunda-feira (9) para o Hospital São José, em Fortaleza, especializado em doenças infecciosa. Há suspeita de ter contraído meningite. O caso foi diagnosticado na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Quixadá, para onde o detento, de 29 anos, foi levado pela direção da unidade penitenciária estadual após reclamar de dor de cabeça intensa e rigidez na nuca.

A divulgação do caso de meningite na cadeia logo se espalhou pela cidade. Como a doença é contagiosa e pode ocasionar sequelas permanentes graves, familiares de presidiários ficaram preocupados. A penitenciária pública estadual está superlotada. São mais de 200 internos. A capacidade normal é de 98, informou uma fonte da Secretaria de Justiça do Estado. A direção da cadeia havia justificado não poder prestar informações à imprensa

viral and buzz WordPress theme

Rua: Teófilo Lessa, Nº 293 - Monteiro de Morais
Contato: (85) 9 9997-6537 (WhatsApp)