Solidariedade: Mãe em Quixadá pede ajuda para seu filho com doença rara; saiba como ajudar.

Aos quatro meses de vida, após exames médicos, a criança foi diagnosticada com Amiotrofia Muscular Espinhal (AME), uma doença rara que afeta em média apenas 1 em cada 10.000 bebês nascidos vivos.

Nayara Gomes é a mãe do pequeno Antoniê Gabriel. Eles moram no Bairro São João, em Quixadá, e estão enfrentando juntos uma doença rara. Antoniê tem um ano e três meses de idade e, aos quatro meses de vida, após exames médicos, foi diagnosticado com Amiotrofia Muscular Espinhal (AME), uma doença rara que afeta em média apenas 1 em cada 10.000 bebês nascidos vivos.

Antoniê tem o tipo mais grave da doença, a AME tipo I. As pernas destas crianças tendem a ficar mais fracas que os braços, o que faz com que não se consigam sentar sem apoio nem segurar as suas cabeças, que por sua vez leva ao aparecimento de dificuldades na deglutição e na sucção.

A criança só pode se alimentar a base de um leite especial (Nutren Junior, Fortini ou PediaSure complete), sabor baunilha. Uma lata de 400g de qualquer um desses três tipos de leite, custa em média entre R$ 35,00 e R$ 60,00, dependendo da farmácia, e o mesmo precisa de pelo menos 12 latas por mês, o que dificulta e muito a vida da família que no momento não dispõe de muitos recursos para arcar sozinha com esta despesa. A mãe de Antoniê Gabriel afirma que já deu entrada em uma ação junto a defensoria publica para ter direito, a receber as latas de leite gratuitamente, mas até o momento não obteve resposta.

Sendo assim, a família pede a ajuda de todos para poder comprar as latas de leite de Antoniê Gabriel. Quem quiser ajudar financeiramente com qualquer valor pode realizar depósito bancário na agência 1593, no Bradesco, na conta 003054-6, cujo titular é a mãe do bebê, Maria Nayara Gomes Pereira Viana, ou entrar em contato com a família através do telefone (88) 999450474.

Com informações do repórter Marcinho da saúde de Choró.

viral and buzz WordPress theme

Rua: Teófilo Lessa, Nº 293 - Monteiro de Morais
Contato: (85) 9 9997-6537 (WhatsApp)