Dez municípios da região haviam decidido, em conjunto, decretar lockdwon a partir de amanhã (4) com vigência de 14 dias. O Consórcio de Saúde Pública não explicou oficialmente o que teria motivado a desistência

Prefeitos das cidades do Sertão Central que haviam deliberado pelo lockdown na tarde desta quinta-feira (4) retrocederam da decisão e decidiram manter os decretos vigentes sem alteração. Os municípios de Quixadá, Quixeramobim, Pedra Branca, Solonópole e Banabuiú confirmaram oficialmente que os decretos atuais, isto é, sem deliberação de lockdown, permanecem vigorando.

Diário do Nordeste tentou contato com as demais cidades que compõem o Consórcio de Saúde Pública do Sertão Central – Ibicuitinga, Choró, Ibaretama, Milhã e Senador Pompeu – mas não obteve retorno. As razões que levaram às desistências não foram informadas pelo Consórcio de Saúde.

A reportagem tentou contato com o presidente do Consórcio e prefeito de Ibicuitinga, Franzé Carneiro, mas também não obteve retorno até o fechamento desta matéria.

Em nota divulgada nas redes sociais, os municípios que já oficializaram a posição limitaram-se a informar que “permanece em vigor as medidas de combate ao coronavírus expressos no decreto municipal”. Em Quixadá e Pedra Branca, o atual decreto segue até segunda-feira, dia 8. Em Banabuiú, até o próximo domingo (7).

Os municípios informaram ainda que “após o vencimento dos decretos vigentes os indicadores serão analisados” para decidir quanto a extensão do decreto ou seu agravamento, com lockdown instituído, por exemplo.

Entenda

Na tarde desta quinta-feira (4), prefeitos das dez cidades que compõem o Consórcio de Saúde Pública se reuniram para discutirem novas medidas de combate ao novo coronavírus. O encontro aconteceu em um momento em que a transmissão do vírus ocorre de forma acelerada e os hospitais, sobretudo das cidades de menor porte, não conseguem acompanhar a alta demanda.

Diário do Nordeste apurou que, ao fim da reunião, já com a decisão de decretar lockdown concretizada, ficaria a cargo da procuradoria do município de Quixadá redigir o decreto que seria assinado pelos dez prefeitos. Mais tarde, no entanto, houve a desistência dos gestores.

Cenário grave

Das dez cidades que compõem o Consórcio, três estão classificadas no risco “alto” para transmissão do novo coronavírus (Ibicuitinga, Solonópole e Quixeramobim) e as demais estão inseridas no nível 4, ou seja, risco “altíssimo” para transmissão da doença.

Ontem (3), o governador Camilo Santana (PT) recomendou aos municípios cearenses com risco “alto” ou “altíssimo” a aderirem o lockdown. A orientação veio logo após o chefe do executivo decretar lockdown por 14 dias na Capital cearense. Ao todo, das 184 cidades do estado, apenas quatro (Russas, Pereiro, São João do Jaguaribe e Alto Santo) não estão dentro destas classificações. Os dados são da Secretaria da Saúde (Sesa) do Estado, referentes as semanas epidemiológicas 7 e 8, isto é, entre os dias 14 a 27 de fevereiro.


Nossa página no Instagram

https://instagram.com/quixeramobim_news?igshid=1ar0nbn5ej0k7

Nossa página no Youtube
https://www.youtube.com/channel/UCWukWdg6Ycj5yHCXSy1GnJg?view_as=subscriber